O SONO DO BEBÉ NO HORÁRIO DE VERÃO

O calor pode ainda não ter chegado mas já estão aí os dias looooongos e as noites mais curtinhas. Muitos pais já repararam provavelmente que estão a ter mais dificuldade em fazer com que os bebés adormeçam à noite, pelo menos à hora a que costumava acontecer, e que no entanto a hora de despertar de manhã está cada vez mais cedo…
Está a acontecer aí por casa? 😉

Na verdade, este comportamento do bebé é fisiológico e natural. Quem já esteve comigo nas nossas sessões no Centro do Bebé ou workshops sabe como eu digo muitas vezes esta frase “O bebé nao usa relógio!” e que com isto quero dizer que os ritmos dos nossos bebés são tantas vezes muito mais fisiológicos e até alinhados com o que devia ser do que os ritmos dos adultos.
De facto, o padrão de sono humano na sua fisiologia mais básica coordena-se para o descer e o nascer do sol.

Os bebés sintonizam-se com os sinais da Terra, com esse factor importantíssimo para um sono saudável que é a luz solar. Dito isto, é perfeitamente plausível que o bebé tenha neste momento um padrão de sono nocturno com um adormecer mais tardio e um despertar mais cedo.

O problema não é tanto isto, mas sim que ao transitarem para um período em que temos tantas horas de luz solar, quase sempre os nossos bebés acabam por demonstrar mais cansaço e irritabilidade ao início da noite e isto porque o número de horas consecutivas em que estão acordados durante o dia também aumenta.

Um bebé cansado e irritado ao início da noite é quase sempre um bebé que vai dormir pior e portanto é muito importante nesta fase do ano termos atenção a que o sono diurno esteja ajustado e ajude o bebé a ir aproveitando ao máximo o dia, mas sem chegar demasiado cansado à noite.

Deixo-vos algumas dicas simples, mas que podem fazer toda a diferença. É que podem não acreditar… mas este horário de verão é para mim o melhor período para apoiar os vossos bebés a dormir melhor à noite 😉 😀

Vamos lá então:

1- APROVEITAR A LUZ SOLAR: um passeio de manhã pela fresquinha e uma exposição fora de casa à luz solar são factores optimos para regular o relógio biológico dos vossos bebés.

2- No caso de bebés que estejam em berçário e que não façam nenhum momento de tempo no exterior e/ou que estejam durante o dia em salas com pouca luz natural, é importante que exista esta exposição à luz solar. Uma dica: tome um café na esplanada com o bebé ou estacione o carro um pouco mais longe da creche e leve o bebé ao colo ou pela mão nesse trajecto um pouco mais longo. Mesmo que poucos minutos, esta exposição à luz natural já pode fazer a diferença.

3- TENTAR INCREMENTAR A DURAÇÃO DA SESTA DO MEIO DO DIA: nesta sesta deve reduzir a luminosidade e criar condições mais estáveis para a continuidade do sono, como um ambiente mais recolhido, um ritual de relaxamento ou até mesmo para as mães que estão ainda em casa, dormir a sesta lado a lado com os seus bebés (em segurança naturalmente). Uma sesta mais consolidada entre o fim da manhã e o início da tarde é particularmente importante para bebés a partir dos seis meses.

4- NÃO TENHA MEDO DAS MICRO-SESTAS DA TARDE! Se o seu bebé precisar de fazer mais um ou dois pequenos sonos durante a tarde não tenha medo porque dificilmente eles irão prejudicar a noite, desde que ocorram, nesta altura do ano, até antes das 19h00. Estes sonos são tipicamente curtos e retemperadores (o bebé “passa pelas brasas” e acorda bem disposto) e não deve reduzir a luminosidade natural para que o bebé não faça um sono artificialmente prolongado neste período.

5- AUMENTE A ACTIVIDADE FÍSICA! Aproveite as horas extra de luz para um passeio mais prolongado depois de voltar da creche ou para sair com o bebé mais pequenino no carrinho ou no pano. Nos bebés mais crescidos, estas horas extra são uma oportunidade excelente para uma maior carga estimulatória, mais tempo ao ar livre e maior prática motora. Uma manta no chão em cima de um relvado é uma autentica libertação de hormonas de bem estar ao final do dia para si e para o seu bebé.

6- REDUZA AS LUZES ELECTRICAS: deixe o bebé acompanhar o descer do sol tanto quanto possivel para que a chegada da noite seja acompanhada dos processos naturais e fisiológicos. Não faz mal que a hora de ir para a cama seja um pouquinho mais tardia, desde que aproveitada para um aumento do tempo de relaxamento, conexão e facilitadora dos mecanismos neuro-hormonais que vão dar um sono mais tranquilo para todos à noite.

7- A HORA DE DEITAR: deve ter sempre em conta a distribuição dos sonos diurnos, a idade do bebé e os seus limites individuais. Para cada bebé que acompanho a resposta é portanto um pouco diferente. Mas um bom indicador genérico é este: cerca de meia hora antes ou depois do sol se pôr e de a luz solar ter desaparecido, quase sempre está aí a janela mágica para se iniciar a noite.

Voltarei em breve a este tema, porque eu adoro o horário de Verão 🙂 <3

Vamos também falar sobre isto e muito mais nos próximos workshops Sono Feliz, Sono Tranquilo no Centro do Bebé:

Dia 22 de Junho 11h00, grávidas e bebés dos 0-6 meses
Dia 23 de Junho 14h30, pais de bebés dos 6-18 meses

Informações e inscrições: info@centrodobebe.pt